Avançar para o conteúdo principal

"SOL DIVINO REI" | Ró Mar

"SOL DIVINO REI"


Sol divino rei, que eu sei
Que é a luz do dia e a alma dos poetas,
A principal fonte de energia
Da terra, indispensável à vida.

Sol, fonte de luz do céu durante o dia, 
À noite a alma da lua, que eu sei 
Que é a arte, alva áurea celeste,
A mais bela e expressiva das estrelas.

Sol tem o seu próprio sistema 
Planetário, que eu sei
Que é o Sistema Solar,
Onde é estrela central, uno poema.

Planetas que eu sei, Terra, Marte
Júpiter, Úrano, Saturno
Vénus, Mercúrio, Neptuno
Que giram em torno do Sol.

Pleno é o universo, que eu sei
Que é durante o dia luz e à noite
Semblante misterioso, arco-íris pelo ar,
Leito à lua, infinito substantivo de vida.

Sol divino rei, que eu sei
Que é o dom da natureza, 
O uno olhar de coração e alma
Que ilumina e guia mais que farol.

O máximo fluente do ser,
Também nota de música, que eu sei 
Que é a fonte artística e mui natural
De culturas e o signo relevante é o Sol.

Sol divino rei, que eu sei
Que é real e também utopia,
Alimento do ser e reflexo de beleza,
Três as letras singelas e mais que sábias.

© Ró Mar

Comentários

UNO LITERÁRIO

"UM PIANO NA MINHA RUA..." | Fernando Pessoa

"UM PIANO NA MINHA RUA..." Um piano na minha rua… Crianças a brincar… O sol de domingo e a sua... Alegria a doirar…
A mágoa que me convida A amar todo o indefinido… Eu tive pouco na vida Mas dói-me tê-lo perdido.
Mas já a vida vai alta Em muitas mudanças! Um piano que me falta E eu não ser as crianças!
Fernando Pessoa, Poesias