Avançar para o conteúdo principal

"UM CERTO PESSOA" - Frassino Machado

Arte: Fernando Pessoa

"UM CERTO PESSOA"

Pessoa & Pessoa & Pessoa
Dizem do Vate e da obra:
Para uns, é génio em pessoa
Para outros, é banha da cobra!

Falando-se assim d´alguém
Parece que a ideia destoa
Mas há males que vêm por bem
Pessoa & Pessoa & Pessoa.

Daquele lisboeta Fernando
Tudo se espera de sobra
Nas Letras lá vai andando
Dizem do Vate e da obra. 

Entre a prosa e a poesia,
Ora assim-assim, ora boa,
Com fingimento ou mestria
Para uns, é génio em pessoa.

Entre labirintos e atalhos
Seu engenho se desdobra
Mas qual manta de retalhos
Para outros, é banha da cobra…

Há essa leve sensação
Acerca do tal “Pessoa”
Que se fica co´a ilusão
Duma literatura à-toa.

Não sei se há especialistas
Que o possam comprovar
Tais “pessoas” são modernistas
Ou andam-nos a embalar?

Modernismo é, sim, Cultura
Seja em prosa ou em poesia,
Merece mais a Literatura
Do que a inútil fantasia!

Frassino Machado, RODA-VIVA POESIA

Comentários

UNO LITERÁRIO

"UM PIANO NA MINHA RUA..." | Fernando Pessoa

"UM PIANO NA MINHA RUA..." Um piano na minha rua… Crianças a brincar… O sol de domingo e a sua... Alegria a doirar…
A mágoa que me convida A amar todo o indefinido… Eu tive pouco na vida Mas dói-me tê-lo perdido.
Mas já a vida vai alta Em muitas mudanças! Um piano que me falta E eu não ser as crianças!
Fernando Pessoa, Poesias